O SIG é usado praticamente em todas as fases da mineração. Mas, para começarmos é importante saber que o SIG (Sistema de Informação Geográfica) ou GIS (Geographic Information System) é um sistema de hardwaresoftware, informação espacial, procedimentos computacionais e recursos humanos que permite e facilita a análise, gestão ou representação do espaço e dos fenômenos que nele ocorrem.

Primeiro Parágrafo

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) revolucionaram as práticas de exploração organizando e apresentando dados numéricos espacialmente referenciados em um computador. Os escritórios de companhias de exploração foram, uma vez, cobertos de mapas em diferentes escalas; hoje, eles estão cheios de telas de computador onde os geólogos compilam a sua informação usando sistemas de informação geográficas, como o ArcGIS.

Algumas aplicações GIS são especificamente desenvolvidas para representar e processar tipos particulares de informação geológica, geoquímica e geofísica.

Na mineração, o sistema SIG é amplamente utilizado na fase de pesquisa e exploração mineral auxiliando na tomada de decisões críticas assim como no gerenciamento de títulos minerais. Na fase de lavra o SIG é usado tanto na etapa de desenvolvimento quanto na de produção. O GIS também é utilizado para monitorar os impactos ambientais que podem ser causados ​​pelas atividades mineiras.

SIG na Mineração
SIG na Mineração…

GIS na Mineração – Exploração Mineral

Geólogos utilizam diversos tipos de dados, variando de mapas geológicos básicos para imagens de satélites na pesquisa de depósitos minerais. O GIS permite que os geólogos tragam e analisem todos esses conjuntos de dados em um único computador.

Com o GIS, o profissional exibe, gerencia e analisa imagens de geofísica, geoquímica, mapas geológicos, poços e depósitos minerais auxiliando na tomada de decisão para uma descoberta, bem sucedida, de uma jazida mineral.

O GIS também se integra com outros programas especializados para dados geofísicos e geoquímicos, processamento de imagem, e CAD. As imagens raster, tais como satélite ou imagens geofísicas, podem ser integradas e cobertas com dados vetoriais, como a geologia, falhas, e informações de amostragens, delimitando áreas com diferentes probabilidades de hospedagem de certos tipos de mineralização.

GIS na Lavra Mineral

No planejamento de produção, o GIS ajudar a definir a melhor localização das instalações de serviços referente às principais frentes de produção. Analise e mapeamento em 3D de toda a mina. Gerar relatórios e mapas mantendo banco de dados corporativo sempre atualizado.

As estimativas de reservas, as estatísticas de produção anual ou de custo por tonelada pode ser ligados diretamente a tecnologia geoespacial complementar, como o GPS.

GIS no monitoramento de impactos ambientais

As empresas de mineração utilizam o GIS para monitorar os impactos ambientais que podem ser causados ​​por suas atividades. Os profissionais usam o GIS para analisar e mapear solos, vegetação, hidrologia de superfície e subterrâneas.

O GIS também pode ser usado para localizar e armazenar informações sobre questões de drenagem ácida de mina.

A execução de análise avançada e visualização de dados ambientais e geológicos podem ser feitas facilme

Banner Newsletter