A topografia, na mineração, é um instrumento de medição e representação do terreno para que se possam realizar os trabalhos de pesquisa e lavra necessários a efetivar a produção do minério, com sua extração efetiva da mina.

Primeiro Parágrafo

Para que a topografia possa ser realizada de forma adequada, é necessário o conhecimento dos instrumentos e métodos que devem ser adotados para viabilizar a representação do terreno, utilizando o recurso de um plano topográfico.

Uma importante ferramenta de auxílio à pesquisa mineral, a topografia é fundamental para permitir a abertura de picadas para mapeamento geológico, piqueteamento para métodos geofísicos terrestres e locação de furos de sondagem.

Na etapa de lavra, este instrumento, tanto ao que se refere a lavra a céu aberto como subterrânea, é fundamental para abranger aspectos de segurança, pois permite representar através de plantas específicas a situação exata do terreno a ser explorado.

De acordo com as Normas Regulamentadoras da Mineração, não é permitido iniciar qualquer trabalho de desenvolvimento de uma mina, sem os levantamentos topográficos de sua área, sendo necessária a revisão periódica das plantas levantadas.

Topografia na Mineração a céu aberto

Para a mineração a céu aberto, pela complexidade inerente ao processo de lavra mineral exigindo cuidados adicionais em seu planejamento, a topografia exerce papel fundamental para que o processo de lavra e execução seja realizado da forma mais segura possível, sendo utilizada no acompanhamento da estabilidade de taludes, garantindo que as dimensões definidas previamente nos testes litológicos sejam devidamente atendidas.

O serviço de topografia auxilia ainda como elemento de suporte à construção de rampas, permitindo que suas dimensões sejam adequadamente adotadas. Permite ainda auxiliar quanto às condições e demarcações dos depósitos de minério e estéril, assim como no acompanhamento e atualização das bancadas e localizações das perfurações.

Topografia Mineração Subterrânea

A topografia na mineração subterrânea está prevista na Legislação e determinações do DNPM – Departamento Nacional de Pesquisa Mineral, sendo utilizada para determinar a delimitação das galerias em referência a um poligonal na superfície através do transporte de coordenadas.

Para que o dimensionamento correto das galerias a topografia é utilizada, visando permitir principalmente os seguintes aspectos: trânsito de veículos em seu interior, direcionamento das frentes de lavra, atualizações constantes das configurações da mina.

Normas Reguladoras de Mineração – Topografia de Minas

Como forma de auxiliar e esclarecer a necessidade de estudos topográficos em minas a céu aberto e subterrâneas, destacamos alguns aspectos de importância quanto a essas operações, constantes da Normas Regulamentadoras de Mineração:

  • Por motivo de segurança e lavra racional devem ser elaborados e atualizados os seguintes mapas, plantas e desenhos: mapa geral de localização; mapas e plantas de superfície; plantas com os trabalhos de pesquisa e localização das reservas; plantas referentes às jazidas; plantas com representação das atividades nas minas e apresentação de seções e projeções verticais;
  • Em todas as plantas, onde couber, devem ser indicados os limites da concessão, o perímetro da mina e os limites das áreas em lavra;
  • O responsável pela topografia da mina deve executar medição, no mínimo semestralmente, para verificar a verticalidade das torres dos poços e a horizontalidade dos eixos das polias dos cabos;
  • Cabe ao responsável pela topografia da mina, além de outras, as seguintes responsabilidades: plotar com coordenadas nas plantas da mina os limites da concessão e o perímetro da mina; plotar a delimitação de todos os pilares da mina, pilares, lajes e faixas de segurança e plotar as zonas com risco de acumulação de água ou gases tóxicos, aberturas contendo cabos elétricos e as faixas de segurança;
  • Cabe ao responsável pela topografia informar ao responsável pela mina, a possibilidade de ocorrência das seguintes situações: desrespeito aos limites dos pilares de segurança projetados no plano de lavra e já aprovados pelo DNPM; danos resultantes de atividades minerárias no âmbito de sua responsabilidade e ultrapassagem dos limites da concessão.

Esperamos que, com tais informações, tenha-se esclarecido, ao menos um pouco, a questão da topografia de minas, fundamental nas atividades de mineração. Até a próxima!

Banner Newsletter