Sondagem na mineração é um importante processo que tem por objetivo fazer furos no solo para fornecer informações sobre o perfil do solo e as rochas em subsuperfície.

Primeiro Parágrafo

Alguns dos principais fins que justificam o emprego da sondagem são: Construção de poços para futura captação de água, procura de petróleo e gás natural e estudo, reconhecimento e compreensão do depósito mineral.

Esta etapa, ou seja, a etapa da sondagem na mineração, é de vital importância para que seja possível traçar um bom plano de lavra para cada um dos territórios que será explorado.

E, devido a toda a sua essencialidade neste ramo, existe uma subdivisão de tipos de sondagem que tem por objetivo otimizar a pesquisa e o trabalho. É de fundamental importância que quem tem interesse nesta matéria conheça algumas dessas principais vertentes.

Destacam-se, a grosso modo, dois tipos de sondagem. São eles percussão e rotativa.

Em resumo, o primeiro tipo de sondagem ocorre quando um peso, em queda livre, cai sobre os equipamentos que estão dispostos sob a rocha, visando penetrá-la. Já o segundo tipo, ou seja, a sondagem rotativa, é quando a rocha é perfurada por movimentos de rotação que as recortam.

Vamos falar, mais detalhadamente, sobre cada um destes procedimentos a seguir.

Principais tipos de sondagem na mineração

Sondagem na mineração - Geosedna
Imagem: Geosedna | Perfurações Especiais S/A

Sondagem a percussão

Como já citado, o método utilizado na sondagem a percussão consiste na queda livre de um peso sobre o fundo do poço, cortando, assim, em fragmentos, cada uma das rochas interpostas.

Dentro deste tipo específico de sondagem, há, ainda, as opções de que sejam feitas de modo manual ou mecânico e com, ou sem, circulação de água durante o procedimento.

É importante ressaltar que a sondagem percussiva permite a definição do perfil geológico do território, avalia, ainda, a consistência e a compacidade dos solos e o nível do lençol freático.

Sendo o método mais utilizado pela construção civil, tanto do Brasil como de muitos outros países, segue as seguintes diretrizes do procedimento de sondagem a percussão: Primeiramente, é feito o planejamento prévio dos trabalhos que serão executados, levando-se sempre, em conta, qual é o tipo de terreno e de obra a ser realizada.

Na sequência, são montados tripés com roldanas e cordas que dão suporte para que o manuseamento do equipamento seja possível e satisfatório.

Uma das principais vantagens do modo percussão é o seu baixíssimo custo por metro de território que é perfurado, o que torna este o método mais utilizado em pesquisas e testes industriais, já que possibilita a coleta de maiores amostras.

Porém, assim como nos demais tipos de sondagem na mineração, há que se citar quais são suas principais desvantagens, sendo elas:

  • Impossibilidade de perfurar territórios e solos inclinados;
  • Seu baixo rendimento em rochas e terras mais duras;
  • Maior probabilidade de contaminação das amostras retiradas do solo; e
  • Dificuldades para que sejam feitas identificações petrográficas quanto à composição, textura e estrutura, por exemplo, do sedimento.

Sondagem rotopercussiva

Este tipo de sondagem na mineração responde, também, pela denominação estendida de sondagem rotopercussiva em circulação reversa. Sua principal função e aplicação é a de obter amostras das rochas que estão sendo perfuradas para posterior análise.

Em resumo, o ar que é comprimido entre as hastes de paredes duplas do equipamento carrega fragmentos do solo para a superfície em que o trabalho está sendo executado. Recolhidos através de ciclones, essas amostras são postas em sacos plásticos e direcionadas para as áreas de estudo que as compete.

Muita utilizada na exploração mineral, a sondagem rotopercussiva tem mercado, também, no desenvolvimento de minas e na perfuração de poços dos mais diversos tipos. É o procedimento escolhido, ainda, para análises de investigação geológica e controle ambiental.

Vale citar que o método rotopercussivo é comumente utilizado para formações geológicas cujo solo é duro e compacto. Além disso, entre as principais vantagens deste tipo de sondagem citam-se como as mais importantes o baixo custo e o rápido e elevado avanço nos trabalhos.

Já, quanto as desvantagens, é necessário estar bem atento a estes pontos cruciais da sondagem rotopercussiva:

  • Os custos tornam-se excessivamente elevados para alargamentos posteriores;
  • A amostragem recolhida pode estar remexida;
  • Sondagem em menores diâmetros; e
  • Há um nível considerável de dificuldade de controle para formações que são bem consolidadas.

Sondagem rotativa

Dentro da sondagem na mineração, este é o método mais conhecido e popularmente visto. Consiste na utilização de um conjunto de equipamentos que trabalham de modo mecanizado, perfurando rochas, em formato cilíndrico, através de sua ação cortante.

É o procedimento que possibilita que amostras e fragmentos sejam retirados dos níveis mais profundos do solo que está sendo estudado e, devido a sua automatização e especialização, é um dos meios mais concretos e utilizados para a qualificação de maciços rochosos.

Este tipo de sondagem se associa ao tipo misto ao ser executada com SPT, um tipo de equipamento que auxilia na coleta de amostras dos solos e terrenos averiguados.

Das suas vantagens, as mais importantes, e que devem ser constantemente observadas, são: Perfurações com ângulos de inclinação, que garantem uma maior mobilidade, profundidade de alcance bem aplicada se comparada com os demais tipos de sondagem e aceita a execução de ensaios de perda d’água em terrenos maciços rochosos.

Tratando-se do método mais completo dentro da sondagem na mineração, os acessórios e as ferramentas de que este procedimento faz uso é de total importância e qualidade, pois garantem que, mesmo amostras frágeis, sejam recuperadas nos materiais e solos perfurados.

Você sabia que os processos de sondagem são obrigatórios?

Exatamente! No território nacional é imprescindível fazer uso destes meios e procedimentos antes que as construções obtenham alvará para que o projeto saia do papel e vire realidade. Engenheiro e geólogo assumem, portanto, a difícil missão de trabalhar em parceira, com um único objetivo.

Os tipos de sondagem variam de acordo com cada trabalho, por isso, é interessante conhecer um pouco de cada um para dar um melhor direcionamento ao projeto!

Banner Newsletter