As tecnologias de moagem autógena (AG) e Semi Autógena (SAG) tem visto um aumento em sua aplicação nas operações de processamento mineral nos últimos anos. Estes moinhos são compostos por um cilindro de grande diâmetro, mas geralmente duas vezes menor em seu comprimento, eles usam os próprios blocos de minério para fazer a moagem.

Primeiro Parágrafo

A redução de minério é conseguida por uma combinação de impacto, atrito e abrasão de forças. O minério é varrido para um lado e num certo ponto ele cai para trás para impactar a carga (parte inferior do moinho). As partículas de minério no corpo da lâmina de carga movem-se em diferentes alturas e são submetidas a forças de atrito e desgaste.

O forro interior destes moinhos consiste em aço ou borracha e estão equipados com barras de elevação, podem realizar o mesmo trabalho que normalmente levaria várias etapas nos procedimentos comuns.

Moagem Autógena

 

Na moagem autógena completa, ou FAG, o minério, que vem da mina sem nenhuma ou com pouca britagem, é alimentado todo no moinho autógeno. No classificador que trabalha acoplado ao moinho, o material é retirado na granulometria desejada.

Para uma moagem autógena de sucesso, o minério deve ser reduzido no tamanho do produto desejado, e os tamanhos mais finos devem se desfazer facilmente. Além disso, esses moinhos podem ser usados tanto para moagem úmida, como também para a seca.

Os moinhos autógenos usam minério para fazer a moagem, mas se a dureza e abrasividade do minério não é bem processada, uma pequena carga de esferas de aço é adicionada para ajudar no procedimento, o que pode torná-lo um moinho semi autógeno (SAG).

Semi Autógenas

Na moagem semi autógena utiliza-se o uso de algumas bolas de aço para facilitar a fragmentação de uma fração mais resistente à moagem e com tendência a manter-se muito tempo no moinho, ou retornar várias vezes do classificador como carga circulante.

Benefícios Moagem Autógena e Semi Autógena

Estes dois processos de moagem  autógena apresentam três principais vantagens, reduzem o desgaste do metal, eliminam as etapas adicionais de trituração e diminuem os custos financeiros e operacionais.

Também apresentam outras vantagens significativas, como:

  • Melhora o transporte do material e maximiza as taxas de classificação e quebra
  • Reduz o consumo de energia
  • Permite que o moinho opere em sua capacidade máxima
  • Garante que a usina responda a quaisquer alterações nas características do minério ou processo
  • Opera de forma suave e estável
  • Não contaminação pelo meio moedor

Conclusão

Como você pode conferir estas duas tendências da mineração estão cada vez mais populares, fatores que são extremamente impulsionados pelas suas diversas vantagens oferecidas para cada processo.

É indispensável que as mineradoras realizem melhorias continuas, a fim de aperfeiçoar os seus resultados e oferecer o que há de melhor em produtos finais, bem como minimizar os impactos causados na natureza e diminuir os gastos de energia, despesas operacionais e dividendos financeiros, proporcionando uma margem de lucro mais significativa para os envolvidos.

E por falar em melhorias, que tal compartilhar conosco alguma de suas sugestões? É muito importante partilharmos estas informações mutuamente, por isso aproveita para compartilhar este texto em suas mídias sociais.

Banner Newsletter