As mineradoras Samarco, Vale, Mineração Caldense, Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), Kinross, Mineração Usiminas e V&M Mineração  estão entre as maiores minas do Brasil e são algumas das que estão em constante destaque sob os quesitos de avaliação de pesquisa

Primeiro Parágrafo

A Revista Minérios & Minerales realizou uma pesquisa em 2012 que constatou que, dos dez maiores investimentos em exploração geológica, que somaram R$ 100 milhões, três estavam em Minas Gerais, três em Goiás, dois na Bahia, um no Amapá e um no Pará. A mesma pesquisa também estimou um investimento total de R$ 400 milhões em preservação ambiental no ambiente da mineração. Dentre os dez maiores, cinco estavam em Minas Gerais, dois em Goiás, um no Amapá, um na Bahia e um em Santa Catarina.

Os minerais estão presentes em praticamente todos os nossos bens duráveis, desde as pequenas máquinas do dia a dia até nas estruturas de casas e edifícios. O que talvez não seja tão evidente é que o Brasil possui uma grande variedade de formações geológicas, o que resulta em uma grande diversidade de minérios. O país produz 72 substâncias minerais, entre minerais metálicos, não metálicos e energéticos. As maiores minas do Brasil são produtoras mundialmente reconhecidas e com capacidade muito além do que se imagina. 

Minas de Destaque

O Brasil encontra-se entre os três maiores produtores minerais do mundo, com uma produção, em 2013, por exemplo, de 390 milhões de toneladas só de minério de ferro – aquele presente em estruturas prediais, na maior parte dos eletrodomésticos e eletrônicos, já que o ferro é a matéria-prima do aço. Muito além de anéis, brincos e colares, o ouro está presente em várias aplicações críticas na indústria aeroespacial e eletrônica, e o país produz cerca de 75 toneladas por ano.

Em relação ao silício, matéria-prima na fabricação de componentes de computadores, lâmpadas especiais, celulares e painéis solares de geração elétrica, o Brasil detém bilhões de toneladas por explorar. A maior reserva de silício, com o mais alto índice de pureza do mundo, está em Cristalina, no interior de Goiás.

Ainda assim, o forte do país é outro minério. Presente como liga na produção de aços especiais, utilizado em automóveis, turbinas de avião, gasodutos, tomógrafos de ressonância magnética, na indústria aeroespacial, bélica e nuclear, em lâmpadas de alta densidade, lentes óticas e produtos eletrônicos, considerado um dos metais mais resistentes à corrosão e a altíssimas temperaturas.  Esse é o nióbio brasileiro, que representa uma parcela de 98% da produção mundial.

Clique aqui e descubra mais sobre o Níobio, o 3º mineral mais exportado do país.

Com toda essa produção de minérios, Minas Gerais não tem esse nome à toa. A revista Minérios & Minerales elegeu, em 2013, as 200 maiores minas do Brasil. Dentre elas, simplesmente 57 estão localizadas no estado. Por esta razão o estado está em primeiro lugar no ranking dos maiores produtores do país.

Dentre as maiores minas do Brasil, temos:

  • a mina do Azul, pertencente à Vale Manganês, como a maior produtora de manganês;
  • a N5 (Complexo Carajás), em Parauapebas, Pará, da Vale, como maior produtora de ferro;
  • a do Aviso, em Oriximiná, Pará, pertencente à Mineração Rio do Norte (MRN), como maior mina de bauxita;
  • a mina de Candiota, da Companhia Riograndense de Mineração, como líder na produção de carvão mineral e;
  • a do Morro do Ouro, da Kinross, em Paracatu, Minas Gerais, como o destaque da produção de ouro.
maiores minas do Brasil
Mina de Carvão Mineral – CRM

O que se conclui é o que Brasil é e continuará sendo destaque e exemplo de crescimento e empenho na pesquisa e exploração da mineração, levando o país ao desenvolvimento sustentável.

Esqueci de alguma mina? Compartilhe conosco nos comentários…

Imagens: Agência Brasil Fotografias (Mineração Morro do Ouro)/ NadianeMomo (Mina de Candiota)

Banner Newsletter