Com o crescimento tecnológico em todos os níveis de produção e o aumento considerável da preocupação com os impactos ambientais, as empresas de mineração modernas se viram obrigadas a recorrer a novos processos e análises para condizer com que vem sendo esperado delas.

Primeiro Parágrafo

Uma destas ferramentas é a caracterização mineralógica, que visa aproveitar ao máximo os minerais e reduzir os resíduos e possíveis danos causados na natureza. A partir disto, tornou-se indispensável que a indústria de minérios adote este novo ponto de vista para alinhar os seus processos aos objetivos de mercado e ecológicos. Neste artigo, vamos conhecer este aliado e identificar sua real importância para o cenário de mineração dos dias de hoje e também os estágios envolvidos. Vamos em frente?

O que é Caracterização Mineralógica?

Este termo refere-se a pesquisa e estudo de um determinado minério ou tipologia que, em alguns casos, ainda não tenha sido estudado cientificamente. Para isso, tanto as empresas de mineração, como pesquisadores e estudiosos, devem possuir um relacionamento estreito de compartilhamento das informações para viabilizar a extração e exploração dos minérios de forma eficaz.

Entre os principais objetivos desta análise técnica está o conhecimento de todas as propriedades do minério objeto de estudo, bem como, seu melhor aproveitamento no processo industrial e as possíveis dificuldades encontradas durante a mineração.

É neste ponto que são definidos os aspectos aproveitáveis do minério, aqueles que poderão ser destinados a industrialização após a extração, os recursos necessários para a liberação da matéria prima das rochas, levando em consideração a sua textura e o tamanho da partícula usada durante este procedimento. Além de fornecer o melhor dimensionamento de todo o processo de mineração, tendo em vista as perdas e fragilidades do processo.

Qual Importância da Caracterização Mineralógica na Mineração?

Em linhas gerais a caracterização mineralógica possibilita o uso otimizado dos recursos naturais, assim como o aumento dos ganhos financeiros para todos os envolvidos nas etapas, desde a mineralogia até a transformação produtiva das propriedades do minério.

Esta análise, profunda ou generalizada, permite conhecer o valor econômico do material, a demanda de mercado e também auxilia no desenvolvimento de produtos que atendam as necessidades dos consumidores. Além disso, a caracterização proporciona a diminuição de resíduos e poluentes expostos na natureza para diminuir os impactos.

Outro fator de grande importância é a minimização de custos. Ou seja, conhecer ao máximo o minério proporciona às empresas a oportunidade de identificar a melhor forma, e mais barata, para aproveitar os recursos explorados sem, com isso, comprometer a qualidade dos produtos fornecidos.

Como qualquer passo estratégico de uma empresa, a caracterização mineralógica é uma excelente ferramenta para garantir o alcance dos objetivos da organização e, por isso, deve ser levado a sério em todos os seus estágios. E por falar neles, vamos conhecê-los?

Estágios da Caracterização Mineralógica

Os testes ou técnicas que serão adotados durante a caracterização mineralógica depende muito do mineral a ser estudado e, acima de tudo, dos objetivos pretendidos com esta pesquisa. Isso quer dizer que levado em consideração estes pontos, o especialista deve definir quais as melhores práticas para cada caso.

No entanto, a observação de diversos estudos revela que algumas técnicas de caracterização estão sempre presentes, ou quase. Vamos discorrer sobre as principais delas abaixo.

Granulometria

Esta técnica é considerada padrão e obrigatória, pois é através dela que os demais estágios serão possíveis. Neste passo da caracterização mineral ocorre a britagem e moagem da amostra para que fique de acordo as medidas necessárias para realização dos testes subsequentes. Para o sucesso desta técnica usamos o peneiramento, sedimentação, difração por laser, ou ainda, a combinação dos dois primeiros.

Separação da amostra

Aqui são conhecidas as propriedades do minério através de seu fracionamento. Serão definidas neste processo o uso do mineral e a principal forma de tratamento. As separações mais comuns são: magnética, eletrostática, gravimétrica e a flotação, sendo esta última a mais comumente usada.

Composição mineralógica

Durante a caracterização mineralógica é indispensável a identificação dos componentes do minério a ser estudado. Para tal é usada a microscopia óptica ou eletrônica e a difração de raios X.

Quantificação do minério

Realizado através de cálculos estequiométricos e análises termogravimétricas também é um estágio importante da caracterização do minério.

Liberação do minério

De acordo com os estágios anteriores é definida a liberação para uso comercial do minério, ou, em caso de minerais de ganga, a sua proibição. Como o maior objetivo da exploração mineral é a comercialização, este passo é de fundamental importância e atua como complemento nos estágios anteriores.

Análise química

Proporciona o conhecimento da distribuição química dos elementos da amostra, separando os elementos de interesse dos contaminantes. Entre os usos mais comuns destacam-se a titulometria, fluorescência e difração de raios-X, espectrometria/ absorção atômica e molecular e espectrometria/ emissão atômica.

Como informado anteriormente é impossível listar todas as técnicas e estágios envolvidos durante a caracterização mineralógica, principalmente, em decorrência de sua complexidade e versatilidade. Desta maneira, este artigo está limitado a citar as mais comuns e de uso recorrente nesta prática.

Como vimos este processo é de fundamental importância para adequação dos objetivos comerciais e de uso do minério, além de garantir o seu emprego correto e sem desperdícios. A caracterização é de uma complexidade extrema, mas devido as suas grandes vantagens para a mineração eficaz e otimizada é, sem dúvida, um fator que merece estudo frequente por parte dos minerados e indústrias.

E você, o que achou de todo este procedimento? É válido, as vantagens justificam? Compartilhe sua opinião no campo de comentários abaixo.

Banner Newsletter